Fernando – Getúlio – Dos anos de formação à conquista do poder

0
714

Autor:  Lira Neto

Editora: Companhia das Letras

Titulo: Getúlio – Dos anos de formação à conquista do poder

Primeira Parte: 1822-1930

 

Sinopse:

Esse belo primeiro livro  da trilogia, cobre o  período que vai do nascimento até a revolução de trinta (1930) quando Getúlio finalmente assume o poder central na capital federal, à época o Rio de Janeiro. Escrito de forma romanceada, o autor consegue reter inteiramente o leitor e como, em outras palavras,  afirma o Fernando Henrique, a gente lê de uma tacada só. Nascido em São Borja no Rio Grande, passou a infância na fazenda do pai e ainda na juventude foi estudar na capital Porto Alegre  e em colégio com disciplina militar destacou-se desde o início pelo apurado e voraz hábito da leitura, leu famosos como Aristóteles, Lenin, Max  e outros filósofos, formou-se advogado e fazia discursos inflamados quanto estudante e acabou sendo fisgado pela política, tradição familiar visto que seu pai foi intendente de S.Borja, o “prefeito” à época.  Devido a militância partidária junto ao poder central do estado, acabou sendo nomeado Promotor.  Tornou-se famoso por seus discursos histriônicos e não muito tempo depois,  acabou sendo convidado para o mundo da política e com beneplácito do governador Bordes de Medeiros seu mentor, venceu eleições e tornou-se deputado estadual antes de completar os 27 anos. Casou-se com Darcy em 1911. Jovem, positivista de carteirinha, Getúlio nos bastidores era um agnóstico; pra ele,  o Cristianismo “desnatura a grandeza da sexualidade, a força propagadora da espécie, a união dos seres numa transfusão do magnetismo amoroso, considerado como um comércio impuro”.  Após tornar-se político famoso, Getúlio omite intencionalmente essa forma de pensamento visto o Brasil ser um país predominantemente católico.  Em 1923 já deputado federal, Getúlio torna-se o representante do governo do RS e muda-se para a capital federal Rio de Janeiro onde tem crescimento meteórico como político. Retorna ao RS e torna-se  governador do estado substituindo seu velho correligionário.  Em outubro de 1930 explode a revolução que acaba levando Getúlio ao Palácio do Catete. À época, são muitas as frentes de insatisfeitos, os militares com a rebelião tenentista, os comunistas,  os fascistas, os nazistas e muitos outros desordeiros juntam-se  sob uma liderança política do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e finalmente a Paraíba para eclodir a revolução que acaba com a velha república e proporcionando o nascimento do “Estado Novo” período presidido com poder ditatorial que vai até 1945 pelo inteligente Getúlio Vargas cujo principal atributo é quase um defeito, o poder de ouvir e procrastinar decisões. Nessa fase inicial Getúlio já desenvolvera o poderoso hábito de escrever diariamente em seu diário os acontecimentos importantes de sua trajetória  pessoal e política, o que permitiu a reconstituição fiel  da recente história do Brasil.

 

Abraço

 

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*