2014 – 15º Abel Magalhães – Coisas da vida

0
29190

Coisas da vida

Autora: Martha Medeiros

Páginas: 239

Martha Medeiros é uma das colunistas brasileiras de maior sucesso da atualidade. Seu livro Coisas da vida reúne textos publicados nos jornais Zero Hora e O Globo, entre setembro de 2003 e setembro de 2005.

Há mais de 10 anos, ela se iniciou na arte da crônica (até então dedicara-se quase que exclusivamente à poesia), e, desde então, vem analisando e descrevendo as manias, as delícias, sofreguidões e anseios de homens e mulheres urbanos e modernos, fazendo um verdadeiro retrato de nossa época. Com a franqueza e com o texto dinâmico que lhe são característicos, relata e explica grande parte das taras, neuras e outros produtos mais e menos louváveis de nossa sociedade consumista e, por vezes, conformista – tudo sempre visto de dentro, pois ela nunca se exclui de suas considerações.

Nas crônicas de Martha Medeiros há espaço para todas as normalidades e todas as “esquisitices” que caracterizam o Homo sapiens modernus: o sentimento de frustração, o tic-tac do relógio biológico feminino, a necessidade de dinheiro versus a necessidade de sossego, mulheres que decidem não ter filhos, o progressivo apagamento das fronteiras entre um e outro sexo, máquinas de provocar orgasmos, choros, filmes, livros e músicas, a delícia e a tragédia de amar duas pessoas ao mesmo tempo, a delícia e a tragédia de não amar ninguém e tantas outras coisas da vida”.

Em suas dezenas de textos, dificilmente o leitor não se enquadre nos mesmos. É uma habilidade incrível de penetrar no insondável universo da subjetividade tanto do sexo masculino como do sexo feminino. Apesar de ser um livro pequeno, o leitor se sente muito bem recompensado. A sensação que se sente é uma espécie de viagem ao mundo interior de cada pessoa e de lá extrair o que há de melhor em todos os sentidos. O extrato se materializa numa espécie de equilíbrio, dosando da maneira mais saudável possível as forças que envolvem o ser humano em sua trajetória de vida. É, pois, um livro de grande valor.

Abel de Oliveira Magalhães

Maceió, 14 de novembro de 2014.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*