2014 – 7º Abel Magalhães – Onde está tudo aquilo agora?

0
625

Onde está tudo aquilo agora?

Fernando Gabeira

Descrição do produto

“Não é pequena a marca de Fernando Gabeira na história política e cultural do Brasil. Em cinquenta anos de atividade pública, ele jamais se fixou num dos muitos papéis que lhe couberam: o revolucionário, o ecologista, o deputado, o ativista.

Como seu famoso relato, O que é isso, companheiro?, este livro também nasce de uma indagação. Se, no primeiro, Gabeira usava a militância na luta armada para reavaliar suas posições, em Onde está tudo aquilo agora? é toda essa trajetória de cinco décadas que ele passa em revista.

A partir de uma revolta incipiente, “um difuso desejo de liberdade”, acompanhamos os caminhos que o fazem se voltar para o jornalismo e se empregar em redações do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte, iniciando então sua atividade política. É como jornalista que ele acompanha o golpe de 1964. Com o endurecimento do regime, Gabeira radicaliza e se envolve num dos mais conhecidos episódios da ditadura, o sequestro do embaixador Charles Elbrick.

Do dia a dia no cativeiro aos lances cinematográficos que seguiram a ação, e que culminariam na prisão e exílio de Gabeira, somos apresentados a uma nova reflexão sobre o sequestro e a militância política na ditadura. Num comovente relato sobre o cárcere e o exílio, que inclui seu treinamento guerrilheiro em Cuba, Gabeira vê sua atuação na luta armada sob a ótica de um militante descrente, que encontra na ecologia uma forma nova de ativismo.

Com a anistia e a abertura, surgiu um projeto institucional que visava criar uma política “verde-vermelha”, na aliança do Partido Verde com o pt. Em quatro mandatos, Gabeira conheceu por dentro o funcionamento do Congresso, participando de CPIs e buscando novos meios de atuação.

Na parte final de Onde está tudo aquilo agora?, Gabeira passa a limpo esses dezesseis anos como deputado em Brasília, assim como as duas campanhas políticas, para a prefeitura e para o governo do Rio. Os erros e as dificuldades são inseridos numa meditação ampla sobre o fisiologismo e a política partidária no Brasil. Do rompimento com o PT a uma percepção interna do mensalão, ele transforma a atividade parlamentar em mais um passo para compreender a democracia, a liberdade e o poder”.

Trata-se de um livro saboroso, de fácil leitura e surpreendentes revelações. Seu único pecado é ser muito pequeno. O autor deixa de explorar inúmeras passagens de sua vida, limitando-se a fazer uma espécie de resumo de tudo que aconteceu. Como se vê acima, ele teve uma vida muito movimentada, cheia de altos e baixos e sem parar definitivamente num lugar. Nasceu em juiz de Fora, Minas Gerais, em 1941. Tinha vocação para o jornalismo e aos dezessete anos foi para o Rio de Janeiro, onde conseguiu trabalho no Jornal do Brasil. Viveu nove anos no exílio e regressou ao Brasil em 1979, com a anistia. Depois da queda do Muro de Berlim, voltou à Europa, onde se tornou correspondente da Folha de São Paulo. Foi deputado federal por quatro mandatos. Seu livro O que é isso, companheiro? Foi traduzido para vários idiomas e transformou-se em filme dirigido por Bruno Barreto. Atualmente, Gabeira escreve no jornal O Estado de São Paulo e tem um programa na Globo News.

Maceió, 16 de junho de 2014.

Abel de Oliveira Magalhães.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*