2020 – 14º livro – Na raça (História da XP)

0
134

Autor: Maria Luiza Filgueiras

Prefácio: Jorge Paulo Lemann

Fundada em 2001, a XP Investimentos teve um começo modesto e cresceu às margens do mercado financeiro tradicional. Fruto da persistência de seu fundador, Guilherme Benchimol, a empresa demorou muito para se transformar no fenômeno que é hoje.

Tudo começou com um sonho. Com a infância marcada pela separação dos pais, Guilherme teve uma vida dupla durante a adolescência: durante a semana, morava com a mãe em um apartamento de classe média e aos fins de semana jogava tênis com o pai no Jockey Club, um dos redutos da elite carioca. Prestes a tentar o vestibular, Guilherme assistiu a uma palestra de Luiz Cezar Fernandes, do banco Pactual, e decidiu: “Chega de passar perrengue.”

Aos 24 anos, Guilherme foi demitido de seu primeiro emprego no mercado financeiro. Envergonhado, dirigiu por quase 20 horas até a Diferencial, uma corretora de médio porte em Porto Alegre, onde tentaria uma nova chance. Lá, apresentou um projeto e criou um escritório de agentes autônomos. À medida que cresceu, o grupo virou um núcleo de negócios “solto” dentro da corretora e assim nasceu a XP…

A invejável iniciativa de Guilherme Benchimol, fundador da famosa XP, não é fruto do acaso. Ele enfrentou dificuldades a partir da infância, com a separação dos pais. Morava com a mãe. Seguiu orientação profissional diferente da do pai e foi em frente. Prestes a tentar o vestibular, Guilherme assistiu a uma palestra de Luiz Cezar Fernandes, do banco Pactual, e decidiu mudar o estilo.

Guilherme vendeu o próprio carro, deu aula de investimento em ações, organizou palestras para médicos em hospitais e comprou e vendeu vale-refeição na porta de fábricas. Valia de tudo para manter a XP viva.

Maria Luíza Filgueiras acompanhou a XP por nove anos como jornalista de economia, negócios e finanças. Durante os dois anos de entrevistas e preparação de Na raça, entrevistou 62 executivos e somou 107 horas de entrevistas – cerca de 18 horas somente com Benchimol.

Trata-se, pois, de uma história arrojada e digna dos melhores resultados. Vale a pena a sua leitura e tirar os benefícios que advirão da excelente lição de trabalho e destemor.

Maceió AL, 07 de julho de 2020

Abel de Oliveira Magalhães

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*