2020 – 10º livro – Otello

2
228

Williams Shakeaspeare

O ciúme virou um clássico a partir de “Otelo”, que é citado sempre como um símbolo do ciúme. Shakespeare vai fundo ao construir esta tragédia na qual explora várias faces da alma humana.

O pérfido Iago, através de intrigas sutis conduz Otelo ao ciúme infernal e enlouquecedor. O bravo mouro, veterano de terríveis batalhas e representante militar do reino de Veneza, capitula diante do mais mesquinho sentimento de ciúme em relação à bela Desdêmona… – Pensamento da editora.

Foi a primeira obra que li no gênero – uma peça em 5 atos. Dificuldade: situação espacial. A obra foi escrita no século XVI, onde tudo era bastante diferente do momento atual.

Destaque para Desdêmona, que pressupõe ser uma criatura muito bonita e sensual, além de um ser humano coerente com os costumes da época. O fato certamente leva o leitor a ter pensamentos especiais e sentir a necessidade imperiosa de se transportar para a vida e os costumes vigentes no ambiente original e vivendo na contemporaneidade.

Surpreendente o final do livro onde o leitor é presenteado com um desfecho em harmonia com o autor e sua obra.

“William Shakespeare nasceu em Stratford-upon-Avon, Inglaterra, em 23 de abril de 1564, filho de John Shakespeare e Mary Arden. John Shakespeare era um rico comerciante, além de ter ocupado vários cargos da administração da cidade. Mary Arden era oriunda de uma família cultivada. Pouco se sabe da infância e da juventude de Shakespeare, mas imagina-se que tenha freqüentado a escola primária King Edward VI, onde teria aprendido latim e literatura. Em dezembro de 1582, Shakespeare casou-se com Ann Hathaway, filha de um fazendeiro das redondezas. Tiveram três filhos.”

Maceió AL, 25 de abril de 2020

Abel de Oliveira Magalhães

Compartilhar

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei do tema do livro. Fácil de nos transportar para a época e sentir um pouco da estória. Já tinha começado a escrever aqui quando precisei parar, mas caso tenha sido transportado para os comentários descarte o antes desse, pois apertei sem querer. Continuando o meu chefe é membro da Academia de letras e como vou ficar mais dois meses em casa por conta do vírus me orientou a entrar no site chamado Clássicos do domínio público Entrei e escolhi um livro chamado Divina Comédia de Dante Alighieri. Não me lembro nessa vida de ter lido um Clássico, mas vou arriscar. Nesse distanciamento social tem nos permitido repensar nossas escolhas. Beijos e muito obrigada por compartilhar seus entendimentos literários

DEIXE UMA RESPOSTA

*