2020 – 7º livro – Mentes perigosas

1
135

2020 – 7º livro – Mentes Perigosas

Autora: Ana Beatriz Barbosa Silva

Eles podem ter várias faces, disfarçados de pessoas de bem. Ocultam o que realmente são: seres calculistas, manipuladores e insensíveis aos sentimentos alheios. Estão ao nosso lado no trabalho, na escola, na vizinhança e no círculo familiar. A qualquer momento, podem gerar destruição em nossa vida. Eles são os psicopatas, uma ameaça real e silenciosa para toda a sociedade.

Psicopatas não sentem culpa nem compaixão. Não se arrependem. Não nutrem nenhum senso de empatia ou responsabilidade em relação aos outros. Esvaziados de emoção, são capazes de passar por cima de tudo e de todos para satisfazer seus objetivos. Em Mentes perigosas, dra. Ana Beatriz Barbosa Silva revela esse sombrio transtorno de personalidade que atinge cerca de 4% da população mundial e mostra ao leitor como se prevenir contra as perversidades de uma mente psicopata.

Esta edição de aniversário inclui dois capítulos novos – sobre psicopatas no ambiente em que deveríamos nos sentir mais seguros — a família — em que a autora relata conhecidos e estarrecedores casos de psicopatia e sobre a conhecida relação entre psicopatia e poder, que trata de grandes tiranos da história que usaram o poder político para dar vasão aos seus impulsos mais perversos – Pensamento da editora.

O motivo da presente obra – A autora não achava jeito para escrever sobre o assunto. Um dia uma amiga fez a pergunta fatal: “Por que não escrever sobre mentes psicopáticas? Seria o livro mais generoso. Ajudaria os 4% dos indivíduos indiferentes, mas os 96% da população que, em algum momento foram ou serão vítimas dessa minoria”.

Diz a autora em sua simplicidade: “Aqui não me proponho oferecer ajuda terapêutica aos indivíduos com esse perfil. O meu objetivo é informar o público em geral, para que fique de olhos e ouvidos bem abertos, despertos e prevenidos. Suas vítimas prediletas são as pessoas mais sensíveis, mais puras de alma e de coração…”

Revelação digna de nota. Diz ela: “Quando um psicopata apresenta uma explosão de fúria, chegamos a pensar que teve um ataque súbito de loucura. Mas não se iluda: ele sabe exatamente o que está fazendo. Suas demonstrações de agressividade, ao mesmo tempo que são intensas na expressão, são pobres na emoção. Rapidamente eles se recompõem, até porque lhes falta a verdadeira emoção vivenciada pelas pessoas comuns quando estas perdem a cabeça.”

Na seara política ele está muito presente. “A política é um dos meios mais propícios para a ação dos psicopatas. Poucas atividades oferecem tanto poder, status e oportunidades de manipulação”.

Forma de ser de um psicopata – A maioria esmagadora da população está ao sabor de suas ações predatórias. O que pode ser feito para que não sejamos presas tão fáceis? Sem sombra de dúvida, a melhor estratégia é não se envolver com nenhum deles em campo algum de sua vida (profissional, afetivo ou social). Mas isso não é tão simples assim. Afinal, eles estão infiltrados em todos os setores, são habilidosos em descobrir os pontos fracos das pessoas e sabem muito bem como explorá-los. A grande verdade é que estamos todos na mesma situação: de vulnerabilidade.”

∆∆∆

Ana Beatriz é médica graduada pela UERJ, com residência em psiquiatria pela UFRJ, professora honoris causa pela Unifmu – SP e diretora da clínica que leva o seu nome Comportamento Humano e Psiquiatria RJ. Nasceu no Rio de Janeiro,no dia 30/30/1966, é referência nacional no tratamento dos transtornos mentais; realiza palestras, conferências e consultorias em todo o país e é autora de diversos livros tais como Mentes ansiosas, Mentes depressivas e Mentes que amam demais.

Maceió AL, 31 de março de 2020

Abel de Oliveira Magalhães

Compartilhar

1 COMENTÁRIO

  1. E quando vc tem um chefe assim??? Não é fácil lidar. O melhor é se livrar como sugere a autora, mas nem sempre é possível.
    Meu Deus, socorro!!!!
    Abr

DEIXE UMA RESPOSTA

*