RELATÓRIO DA DIRETORIA DE 2018

0
41

RELATÓRIO DA DIRETORIA DE 2018

A 1ª reunião do exercício aconteceu na sede do FAM. Destaque para o entusiasmo do tesoureiro Cláudio Magalhães que leu os relatórios do setor, abrangendo os meses de novembro e dezembro/2017 e fevereiro e março de 2018 com saldo resultante – R$ 7.092,84. Os relatórios foram discutidos e aprovados. O tesoureiro falou também sobre a aquisição de uma maquineta – a Moderninha (PagSeguro), que se tornou um sucesso no setor. Cláudio aproveitou para renovar o espírito de extensão das vantagens acontecidas no exercício anterior para os associados que quitassem as suas obrigações orçamentárias (anuidades) até o final de abril de 2018, para ter direito ao transporte do passeio anual do FAM e uma camisa-brinde como lembrança.
O novo diretor, Marcos César, mostrou o seu entusiasmo. Apresentou a sua agenda de trabalho para o exercício. Como ele engloba também o Departamento de Esportes e Lazer, incluiu a volta do campeonato de biriba, caminhadas etc. Demonstrou também interesse em desenvolver o projeto “Área de Lazer Tibúrcio Magalhães” com base no projeto original confeccionado pela associada Eline Magalhães e expôs a ideia de executar uma pavimentação da área com palco, chuveirão e banheiro. O valor total da infraestrutura ficara em R$ 5.300,00 a ser executada por etapas. A assembleia achou interessante a ideia e se propôs tocar a obra. O valor seria dividido pelos associados, que contribuiriam conforme a distribuição das etapas. Assim, teríamos um novo ambiente para a celebração das atividades sociais do clube.
Direção de patrimônio – José Adilson falou sobre a restauração do muro que separa a parte da área de lazer Tibúrcio Magalhães com o vizinho. O resultado foi o bem-sucedido trabalho que valorizou a área. Disse que foram gastos na restauração R$ 3.000,00.
Na Palavra Livre JÚLIA ARAÚJO falou sobre a necessidade de se atualizar a Árvore Genealógica da família Magalhães. E apresentou um documento com as informações, para entregar à Rose, criadora do projeto original, para atualizar a obra.
***
No mês de maio a reunião aconteceu também na sede do FAM, em horário especial (às 21:00h), dedicada às Mães.
Tesou – O tesoureiro Cláudio Magalhães leu o balancete do setor, cujo resultado mostrava o setor em ascensão.
No setor social Marcos César informou a não realização do 1º Campeonato de Biriba por falta de participantes. Remarcou o evento para uma data futura. Falou também sobre a não execução do projeto da área de lazer Tibúrcio Magalhães. Justificou. Pretendia fazer sorteio de alguma coisa para angariar fundos. Lembrou que a árvore genealógica da família deveria estar atualizada na reunião seguinte.
Na Palavra livre CLÁUDIO mostrou o seu entusiasmo com o resultado do uso da maquineta adquirida pelo departamento de tesouraria. Destacou registro no balancete com pendência zero sobre o passeio do FAM e ascendência do saldo financeiro. O seu entusiasmo era visível. RANINHO encontrando-se presente à reunião foi solicitado a falar sobre a sua experiência vivida no estágio de DOUTORADO nos USA. Muito acanhado, se limitou a responder algumas perguntas. Disse que passou 6 meses cumprindo a missão. Enfrentou temperatura amena e frio pesado. A voz embargou quando foi perguntado pela lembrança da família. Lembrou à importância da esposa que o acompanhou e até do cachorrinho que completava o ambiente. Priscila e Magal também deram o seu testemunho eivado de muita emoção.
***
Em junho o tesoureiro ainda demonstrava o seu entusiasmo com a maquineta. Aproveitou para informar os dispêndios do seu uso. Já o diretor social demonstrava a sua preocupação por não estar executando a programação do setor como planejara. O campeonato de biriba já tinha sido adiado duas vezes, bem como o projeto Área de Lazer Vovô Tibúrcio Magalhães. Como era tempo de Copa do Mundo, o evento influenciava de maneira positiva, inclusive com a estreia do Brasil prevista para o mesmo dia. E todos estavam vestidos a caráter. Demonstrava satisfação pelo sucesso dos familiares nos estudos, como era o caso da Bruninha, da Alana, do Matheus, da Lígia, da Olivinha etc. O sucesso deixava todos orgulhosos, principalmente a Vovó Olívia, que prezava muito o estudo. Adilson informava que a frente da sede do FAM fora restaurada (pintada), incluindo a frente da garagem, custeadas pelo próprio e pela Ivany. Houve uma salva de palmas em regozijo ao fato. Na palavra livre a Betinha informava o preocupante estado de saúde da associada Bernadete, que estava tendo problemas de coração. Todos se irmanaram em prol da paciente.
***
Em julho, a grande novidade foi a realização da reunião na residência do casal Magno/Eliane, na Barra Nova. O encontro foi prestigiado por grande quantidade de familiares, que se divertiram durante o dia inteiro.
O diretor social continuava a braços com algumas dificuldades enfrentadas na execução dos projetos constantes de sua agenda. Fez referência a eles: atualização da árvore genealógica através da associada Roseli Tavares, que continuava dedicada ao assunto; apresentou um brinde para ser sorteado – um rádio relógio visando capitalizar o FAM; conseguiu promessa do Magno a fazer o mesmo na reunião seguinte; lembrou o projeto Vovô Tibúrcio e o Campeonato de Biriba, que estava estudando uma solução. E falou que já estava estudando a realização do Passeio anual do Fam. Estava pesquisando locais turísticos para o importante evento. Disse que tinha sugestões de lugares no litoral Norte, Sul, região lagunar e no interior de Pernambuco. E convidou todo mundo para o casamento da sua filha Isabela a realizar-se no dia 21 de julho.
Na direção de patrimônio Adilson informou a recuperação do telhado da garagem anexa ao casarão, que estava prestes a cair. Disse que estava muito feliz com o resultado. Na execução do orçamento teve a participação importante da sua filha Paulinha, que contribuiu com cinco linhas de madeira para a obra; Adilson, com uma e Ivani, que doou 1.800 telhas. Por conta desses gestos, o orçamento foi reduzido de R$ 3.000,00 para R$ 2.600,00, cujo saldo foi assumido pelo FAM. Sob aplausos, Adilson agradeceu a contribuição recebida e a compreensão de todos. Mostrou as fotos da obra.
***
Em agosto, a reunião aconteceu na residência do casal Edierck/Paulinha. Tudo transcorreu dentro de um clima especial, cheio de aconchego e hospitalidade. Os anfitriões eram só alegria. Todos se sentiram bem. Em termos de diretoria, quem mais se destacou foi o diretor social, que tinha muitos motivos para estar bem. Realçou o casamento de sua filha Isabela, no dia 21/07, cujo evento foi coroado de sucesso e a formatura do Ivigon, no dia 04/08, em Mecatrônica. Em meio a todas as alegrias, ele falou que o diferencial foi o apoio da família. Lembrou que estava focado no campeonato de biriba; lembrou a iminente conclusão da reforma da árvore genealógica; prometeu sugestão definitiva para o passeio do Fam; e mencionou o sorteio de brindes para angariar fundos para o projeto Espaço Vovô Tibúrcio Magalhães. Na “palavra livre” os oradores homenagearam os pais e parabenizaram o simpático casal por ceder sua casa para a reunião em foco.
***
Em setembro a reunião foi na casa do associado Miguel Magalhães e um acontecimento mobilizou todas as atenções. Foi a morte e execução do funeral do Juracy, o 4º filho na hierarquia familiar. Há muito tempo ele vinha sofrendo de Diabetes e por conta disto havia amputado os cinco dedos de uma das pernas. Residindo em Ipatinga (MG), no dia 03/09/2018 veio a falecer em função de um infarto fulminante. O grande desafio foi a definição do local onde seria enterrado. Analisado o problema, ficou acertado trasladá-lo para Arapiraca, onde a cerimônia fúnebre aconteceu de acordo com o rito natural proporcionado pela família. O destaque da solução ficou por conta do associado Marcos César, que demonstrou competência para administrar as adversidades surgidas no cumprimento da missão. Felizmente, ele contou com a compreensão e ajuda dos familiares e da participação valiosa da tesouraria do FAM, organização criada com finalidade social junto à família. Nessa reunião foram dados os primeiros passos concretos para a organização do passeio anual do FAM, quando foram apresentadas algumas sugestões para o empreendimento. Outro assunto que estava preocupando a família era o estado de saúde da associada Fátima Magalhães, residente no Rio de Janeiro, que estava com procedimentos cirúrgicos planejados para o mês em curso.
***
Em outubro a reunião foi realizada na sede do FAM, por causa das eleições e aconteceu no sábado para que todos ficassem livres para votar. Como destaque principal, houve a contabilização das despesas ocorridas com o funeral do associado Juraci, que teve que ser deslocado da cidade de Ipatinga, em Minas Gerais para Arapiraca, onde se enterrou. As citadas despesas foram da ordem de R$ 9.620,00, sendo que o FAM respondeu pela metade – R$ 4.620,00 – e o restante foi rateado pelos associados. Por causa disto, o saldo de caixa do FAM ficou em: R$ 2.410,90, sendo que todos se sentiram orgulhosos pelo grande feito. O diretor social deu as primeiras pinceladas com cores fortes sobre a organização do passeio anual do FAM. Depois de suas insistentes buscas, ficou delineado novo passeio de catamarã pelo rio São Francisco, cujos detalhes apresentaria na reunião seguinte. Falou sobre a execução do plano funeral da família junto à empresa Cristo Rei. E que já dispunha de todo o material sobre o assunto; e que a empresa estava instalando um projeto funerário vertical – o primeiro no Estado.
***
Em novembro foi diferente. A reunião aconteceu na casa da associada Betinha, no sábado, dia 24//11, às 15:00h e foi uma reunião festiva. Ela tinha como objetivo primordial homenagear quatro aniversariantes de peso do mês de novembro: Betinha – a anfitriã – Marta Nogueira, Sandra e Ivonete. O encontro estava previsto para as 13:00h com almoço incluso, mas os trabalhos tiveram início ao meio dia, debaixo de um belo sítio, muito arejado, música ao vivo e com todos se deliciando com o bem-estar proporcionado.
O diretor social, Marcos César, deu destaque às aniversariantes do mês, acima mencionadas. Falou sobre o passeio anual. Anunciou que as informações detalhadas iam ser passadas via redes sociais. No momento, recebeu ligação do Marcus Vinicius direto do Rio de Janeiro, que se congratulou com o momento festivo e parabenizou a todos. Agradeceu a dedicação dos que rezaram e torceram pela recuperação da associada Fátima Magalhães, que está se recuperando de grave enfermidade.
Na “palavra livre”, Abel homenageou as principais aniversariantes do mês chamando-as para junto de si (Betinha, Marta, Sandra e Ivonete). Destacou a Betinha, dizendo que ela estava dando a maior demonstração de elevada autoestima ao completar os seus bem-sucedidos sessenta anos de idade; Que, para isto, organizou a reunião festiva do FAM em sua casa com a ajuda do Adilson, e transformou tudo numa festa maravilhosa. Brincou, dizendo que o mês de novembro não seria tão valioso se não fossem elas. Lembrou que a Betinha tinha superado o Miguel ao sediar a reunião em sua casa. Por isto, foi aplaudida de pé. Agradeceu gesto da Lurdinha que foi decisiva no sucesso de uma ação movida em seu benefício (Isenção de IR na RF).
EDSON – Homenageou a Betinha, oferecendo-lhe uma música especial interpretada pelo cantor do conjunto e se derramando em elogios sinceros à querida esposa.
***
Em dezembro tivemos o nosso tradicional Natal do FAM, ocorrido na residência do simpático casal EDYERK e PAULINHA. Nesse dia, Cláudio Jr se fez presente representando o pai que estava com problemas de saúde. Levou o violão e o som para abrilhantar a festa. Edyerk e James deram um show no violão. Na percussão, foi a vez do Bruninho, Ivigon e Alysson. Betinha estava mais alegre do que o normal; o marido, também. Para variar, o Magno passou o dia bebendo e à noite dormiu demais. O encontro familiar foi maravilhoso.
***
Em janeiro, tivemos o tradicional passeio anual da família. Marcos César tinha a intenção de fazer o melhor passeio de todos os tempos, mas não foi bem-sucedido. Crises e outros problemas interferiram no assunto e fizeram com que o projeto não saísse como planejado. Esperava um mínimo de 50 pessoas, mas só participaram 24. Mesmo assim, o passeio foi um sucesso. Foi sediado em Propriá, com extensão a Traipu, onde a família visitou o restaurante do Gutemberg, almoçou e viu o cajueiro Zé Magalhães – tributo perenizado em homenagem ao grande Sócio Benemérito. No dia seguinte, a turma desfrutou de bons momentos na prainha do São Francisco, com excelentes tira-gostos e almoço recheado de cerveja e bebidas a granel. Outro destaque foi a participação do associado Marcus Vinicius, que veio com os seus familiares direto do Rio de Janeiro e participou de tudo. Presente também a associada Eline, que veio de Belo Horizonte. Como nota triste, tivemos a ausência do associado Cláudio Magalhães, com a deterioração pungente de sua saúde, um dos mais divertidos da família e de atividade social intensa. No dia 23 de janeiro de 2019, infelizmente o querido associado faleceu, vítima de um câncer no pâncreas.
***
Com essa nota triste, fechamos o relatório das atividades do FAM durante o ano de 2018. Arapiraca, janeiro de 2019. Abel de Oliveira Magalhães – Secretário.

DEIXE UMA RESPOSTA

*