Passeio do FAM – 2018

1
362
Pousada Paradaise, passeio do FAM 2018

Nos dias 20 e 21 de janeiro de 2018, aconteceu o maravilhoso passeio anual do FAM para Dunas de Marapé e Pontal do Coruripe. Conforme programação original, dois ônibus partiram de pontos distintos – Arapiraca e Maceió – para o destino. A previsão de saída era às 6:00 h e 6:30 h, respectivamente. Por motivo superior, ambos saíram com atraso: o primeiro com 2:30 h e o segundo com um atraso de 1 hora. Mesmo com isso, quando a família se encontrou, todos esqueceram o atraso e a alegria imperou. Os ônibus seguiram viagem e todo mundo se divertiu a granel. O primeiro chegou a Dunas de Marapé às 9:00h. Pouco tempo depois chegou o segundo, procedente de Arapiraca.

Em Dunas de Marapé atravessamos o Rio Jequiá, que faz a conexão com a praia. A beleza do ambiente era irresistível e inacreditável. Mais importante: o paraíso ficava bem pertinho do ponto de partida, pouco mais de 100 km. Trata-se, pois, de um local digno de observação e análise. Com isso, tem-se mais consciência da riqueza maravilhosa disponível.

As belezas naturais do ambiente encheram os olhos de todos. Tudo era contentamento e prazer. O dia estava ensolarado. Tudo era lindo. Juntando as belezas da natureza e o mar, o ambiente ficou perfeito. Desfrutando de um belo relacionamento à beira do mar, não faltou bebida, tira-gosto, muito papo e abraços por parte dos familiares, cerca de 70 pessoas. Depois do almoço, às 17:00h, o grupo seguiu viagem para a segunda parte, a Pousada Surf-Paradise, no Pontal de Coruripe, onde tudo foi sublimado.

Para se ter uma ideia do sucesso do empreendimento, seguem algumas mensagens postadas via WhatsApp.

***

Mensagens

Eline: O passeio foi maravilhoso! Vim especialmente de Belo Horizonte para ele e valeu a pena. Lugares lindos, animação, organização… Isso não tem preço. Aproveito para parabenizar as pessoas que se dedicaram para que esses momentos acontecessem. Muita gratidão; de coração.

Adilson: Gente, eu sou grato a todos que fazem parte da diretoria do Fam, que, direta ou indiretamente, trabalharam para que o nosso passeio fosse maravilhoso como foi. Obrigado especialmente ao Cláudio Jr e Silvania que, sem a dedicação deles, não seria possível a sua execução.

Magal: O passeio foi maravilhoso!!! Os lugares são lindos; de encher os olhos. O afeto da família é sensacional! Obrigada a todos, em especial a essa diretoria excepcional!!

***

Compartilhamento das fotos.

No dia seguinte, a riqueza de fotografias começou a inundar os celulares do pessoal. Era o Márcio Rogério, que tem vocação para as imagens e publicou como segue.

Marcio Rogerio: Vou começar a compartilhar as fotos… Iniciarei fazendo homenagem aos principais organizadores do passeio e diretores do FAM.

Claudio Magalhães, Tesoureiro do FAM. Algumas das suas características: dedicação, bom humor, respeito, responsabilidade social e familiar. O envolvimento dele é tanto que o cargo de presidente ocupado por ele e pelo filho é diferenciado.

Tia Ana Lúcia – Nos bastidores também esteve a todo o momento apoiando o esposo, filho, nora e neta para o sucesso do evento.

Cláudio Jr – DIRETOR SOCIAL (com letras maiúsculas). Muitas horas da vida pessoal e profissional doadas para o sucesso do evento.

Silvânia – Muito bacana ver o apoio e o comprometimento dela para o sucesso do evento.

Secretário do FAM, Abel Magalhães – Dispensa comentários. Histórico com legado e dedicação que nos enche de orgulho.

Presidente Vânia – Dinâmica, competente, muito bem humorada, desenrolada… Onde vai, transmite energias positivas.

Magal: Sou pela reeleição dela.

Adilson – Diretor de patrimônio, com sua amada.   A adesão da família dele no passeio foi total.

Marcus e Elanir – Participação especial. O fato de virem do Rio de Janeiro exclusivamente para o passeio do FAM, por si só, é motivo de muita alegria para os familiares.

Tia Fátima, também, nos dando alegria com sua participação no passeio.

Marina e sua bela jovialidade.

Eline e sua natural elegância ao lado da tia Betinha e Vânia. Veio exclusivamente de Belo Horizonte para o passeio do FAM.

 

Registro do sorriso da Elanir.

Tio Adilson ao lado do cunhado Messias, que, emocionado, disse desejar acrescentar o nome Magalhães ao seu.

Bacana a participação do Wigberto no passeio do FAM.

Marquinho preparando o seu tradicional prato/tira gosto de frutas.

Presença importante da primogênita, tia Bernadete.

Felicidade da tia Lourdinha ao lado do casal Cláudio Jr e Silvânia.

***

Marcus Vinicius: Obrigado, Marcinho. A foto vai para o álbum. Saudade não tem Idade.

Magal: Que fotos lindas! Amo essas fotos que você faz, Marcinho!!

Marcus Vinicius: As fotos ficaram espetaculares.

Eline: Cada uma melhor que a outra!

***

Como nada é perfeito

O dia inteiro foi de boas atividades. Piscina, bebidas, farras, bate-papos e toda sorte de brincadeira. Alegria foi total na Pousada Paradise.

Às 14:00h o almoço foi servido. Todo mundo se debruçou com disposição para se alimentar.

O almoço gerou uma espécie de efeito retardado. Um mal-estar muito forte acometeu grande parte dos participantes ao voltarem para casa. Algum alimento fez mal e muitos sofreram as consequências. O fato, porém, não tirou o brilho da festa. Usou-se uma metáfora que levou todo mundo para o lado do bom humor. Vejam:

Adilson: Virei rei. kkkkkk. Passei a noite no trono.

Magal: Bruninho também, tio!

Marcio Rogerio: Opa! Também virei rei!!! Suspeito do danado do feijão.

Adilson: O Adriano quase morreu; a Ivani, também. Até a Eva (criança) sofreu.

Adilson: Acho que foi o suco

Marcio Rogerio: Não lembro de ter tomado suco.

Adilson: A Marta também não dormiu.

Eline: Eu não comi feijão também.

Magal: Acho que não foi o suco. Também não comi o feijão. Tomei suco.

Eline: Não tive dor de barriga. É possível que tenha sido o feijão. Ele estava descoberto. O resto estava tampado…

Eline: Não comi do feijão porque tinha muita linguiça e carne nele. Pode ter sido o feijão o culpado.

Marcio Rogerio: Havia dois tipos de feijão. Suponho que foi o feijão tradicional.

Eline: Isso mesmo. O outro chamado tropeiro eu comi um pouco e ele estava bom e fresco.

Marcio Rogerio: Concordo com Eline. Só vi o tropeiro (com aspecto muito mais saudável) depois que tinha colocado o feijão tradicional (destampado).

Eline: Aqui ninguém comeu o feijão tradicional e ninguém passou mal.

Acho que encontramos o culpado do crime.

Marcio Rogerio: Sendo bem sincero, o destampado não estava com boa aparência. Estava com aspecto de estragado.

Betinho: o destampado estava uma delícia. Não foi ele.

Marcio Rogerio: Kkkkk

Marcio Rogerio: O bom é que perdi meu reinado. Ufa!!! Com uma ajudinha de medicamentos para equilibrar a flora intestinal, vou trabalhar, suspeitando que vai dar certo.

Rose: A Meire disse que à tarde o feijão estava com espuma branca. Foi ele mesmo.

Lurdinha: Ainda bem que não comi dele.

Wellyson Souza: Vixiii Somos dois, tia!!! Ainda bem mesmo. Kkk.

Misericórdia! Vou procurar saber se aqui em casa alguém comeu do feijão caseiro, mas até agora não vi nenhum comentário de alguém premiado… Eu não comi e estou bem, graças a Deus – Rose.

Betinha: Eu também. Acho que o culpado foi ele mesmo. Só a Olivinha comeu do feijão; e acabei de saber que ela teve diarreia.

Rose: Feijão forte é esse. Numa panelada só já derrubou mais de dez pessoas.

Ana Lucia: Quero informar que também faço parte desse reinado. Passei a noite no trono e ainda mais com náusea e dor de cabeça.

Marcus Vinicius: Eu e Elanir também fizemos parte dessa realeza. Não consigo descobrir o culpado. Sei que não foi a cerveja. A Eva não bebeu e também passou mal.

Edyerk: Acho interessante informar à pousada que houve muitos casos de infeção intestinal.

Edyerk: Acabei de ligar para o hotel, mas a recepção me informou que a gerente só estaria após às 15:00hrs

***

Bons momentos. A satisfação das pessoas.

Eline: É isso aí, vamos focar na parte boa porque ela é muito maior e nada pode tirar esse brilho. Isso mesmo!!!! A loucura no final foi tanta…

Eliane/Magno: Exatamente o que penso.

Marcus Vinicius: Aproveito a oportunidade para agradecer pela oportunidade do passeio e elogiar pelo esmero na organização. Estava tudo da melhor qualidade. Superou as expectativas em termos de qualidade, beleza e conforto das instalações. E permitiu o mais importante: que todos nós, de várias gerações, pudéssemos conviver momentos inesquecíveis. Parabéns K1. Parabéns Silvania. Parabéns tio Cláudio. Parabéns a todos que participaram direta ou indiretamente da organização do passeio.

Marcus Vinicius: Quero também agradecer pelo empenho de todos que se mobilizaram na troca da data (inicialmente o passeio estava previsto para o fim de semana seguinte 27 e 28). Mas após um esforço de articulação entre vários familiares, conseguiu-se antecipar, o que viabilizou a minha participação. Muitíssimo obrigado ao meu Xará e a todos que trabalharam por isso.

Marcus Vinicius: Peço também a compreensão de todos que saíram de Arapiraca para o passeio pelo meu atraso. Eu mereço o troféu Abacaxi deste ano. Eu poderia até dar a desculpa de que moro mais longe, mas essa não cola… A minha sorte foi que pudemos correr atrás do prejuízo e confraternizar bastante. Um grande beijo a todos.

Fernando lembrando o papa: O Papa Francisco é muito POP!!! Reuniu de forma absoluta o sentido do FAM!!!! “Estamos aqui para evoluir”.

E todos, incluindo os agregados Magalhães, temos ainda muito chão para chegar a “merecer”. Abraço a todos orgulhosamente!!!!

***

O problema da foto oficial.

Na hora da foto oficial houve um tumulto natural de fim de festa. Todos estavam envolvidos com os problemas típicos desse momento. Cláudio teve um pequeno problema com a temporária perda de sua carteira porta-cédulas. Sua família estava engajada na busca da carteira. Enquanto isto, os demais participantes do passeio estavam vivendo outras emoções típicas do momento. O motorista do ônibus estava atrasado para outro compromisso assumido. E aí a foto foi feita sem a presença do Cláudio e seus familiares. Houve uma reação natural. E a Luma registrou a insatisfação. Num primeiro momento o seu registro não refletiu o sentimento desejado. Depois de algumas considerações, ela reconsiderou o que disse e registrou a mensagem que segue: “A verdade é que ninguém olhou de fora e analisou quem estava na foto… Era muita gente e todos acreditavam que estávamos todos ali… Todos estavam apenas respondendo ao grito: “Footoo! Olha a fotooo”… E também à ordem: “bora logoooo que o motorista tá atrasadooo”… Não foi intencional e tampouco notado… Só nos demos conta quando estávamos no ônibus e comentaram que tinha acontecido algo… Acredito que falo por todos, quando peço sinceras desculpas!!! Luma”. Numa iniciativa louvável, Márcio Rogério fez um “upgrade” e inseriu os personagens ausentes. Palmas para ele.

A reação das pessoas:

Marcus Vinicius: Luma, compartilho com você sobre o seu desconforto e de todos que não puderam sair na foto. Mas, como a Eline mencionou, não foi intencional. Poderia ter acontecido com qualquer um de nós. Talvez, a dor maior tenha sido exatamente pelo fato de ter ocorrido com os organizadores. Digamos que foi um descuido coletivo não intencional.  Isso, de longe, não tira o brilho, a beleza e o encanto do passeio. Eu faria um pedido para você e os que se incomodaram com esse momento, o único que talvez não tenha saído como desejado, para que tenham uma memória sempre viva dos outros quase infinitos e maravilhosos momentos de confraternização e alegria, que vocês nos proporcionaram e vivenciaram.

Rita: Paraaaaaaaa tudoooooo. Passeio Maravilhoso. com pessoas Maravilhosaaaassssssssss.BEIJINHOS pra Todos. Vania.

Flávia: Todos estávamos também atordoados com o estresse ocorrido. Não foi sacanagem, Luminha… Foi algo acidental

Carla: Estou aqui morrendo de inveja por não ter participado desse encontro da minha família querida!! Parabéns aos organizadores e a toda família por manter a união. Somos privilegiados!! Grande abraço ❤ Obrigadaaa!

Ana Machullis: Flavinha está muito feliz com o passeio. Morri de vontade de ter ido, mas não foi possível. Me realizei na felicidade de Flavinha. Lugar maravilhoso. Pessoas de que gosto muito. Lindas fotos. Tudo fantástico. Um beijo bem grande nessa família linda. Minha filha linda.

Sobre a Fátima…

Acompanhando o filho, Fátima Magalhães também se deslocou do Rio de Janeiro para participar da grande festa. Depois do passeio ela seguiu direto para Maceió onde ficou a semana participando de bons momentos junto com a família. Foi recebida pela Magal, Lurdinha, Cláudio e o Fernando. Na sexta-feira, ela retornou para Arapiraca com a Sandra, onde desfrutou do conforto de sua hospedagem. Na sequência, ela foi recebida pelos demais familiares, com destaque para o festivo almoço na casa do Miguel.

Em todos os ambientes o calor humano foi exuberante. Afinal, foi a grande demonstração do seu merecimento junto à família em Alagoas. Para o seu traslado de Aracaju para Arapiraca e vice-versa, o responsável foi o Marquinho, que tem se revelado muito eficiente no mister.

Conclusão.

Pelo exposto, nota-se o sucesso de mais um passeio da Associação da Família Magalhães. A alegria foi a tônica em todos os sentidos. Para realizar esse evento, por certo algumas dificuldades foram enfrentadas. Queremos fazer justiça e deixar registrado para os anais do FAM que a diretoria deu o máximo de si para que tudo fosse perfeito; e que todos se divertissem a granel. E todos se divertiram. FOI O QUE ACONTECEU. Parabéns a todos.

Reconhecemos, destacamos e agradecemos a atuação maravilhosa do associado Márcio Rogério que, com a sua vocação para as imagens, deu um show de cobertura ao evento, registrando tudo em vários segmentos da fotografia. A sua iniciativa abrilhantou mais um inesquecível passeio da família.

DESTACAMOS TAMBÉM A ATUAÇÃO FIRME E FORTE DO DIRETOR SOCIAL, QUE DEU TUDO DE SI PARA QUE O EVENTO FOSSE COROADO DE SUCESSO. PARABÉNS!

Maceió, 29 de janeiro de 2018

Abel de Oliveira Magalhães.

1 COMENTÁRIO

  1. Oi Abel,
    Escrevendo comentário novamente pois o último perdi inteiro antes do envio… que foi mais ou menos nessa linha:
    Gostaria de registrar que nossa família tem inúmeros talentos, mas certamente vc foi o mais agraciado com a exclusiva competência de registrar para a posteridade, de forma impactante, a alegria, a felicidade e o sentimento de todos, não só nessa festa maravilhosa que foi o passeio, mas ao longo da nossa trajetória, nossos valores e especialmente a diferencial harmonia familiar reinante entre nós…
    Grande abraço e obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

*