Visitando a Eline em Belém PA

1
800
Eline com Felipe no passeio do FAM 2014 - Xingó

Matéria editada em outubro de 2009.
Abel e Ivonete visitando Eline em Belém do Pará, em outubro de 2009.
Na casa da Eline
Conforme combinado, Eline nos apanhou no hotel às 19:30h e nos levou para o seu apartamento.
Primeira surpresa: Ao chegarmos em seu AP, Felipe foi direto para o teclado e executou Asa Branca, com desenvoltura, sob o olhar atento da Ivonete, Eline e Abel. (Veja fotos).
A felicidade da Eline em nos receber foi muito boa. O sorriso ficou estampado em seu rosto o tempo todo. O Chico, seu marido, ainda não tinha chegado. Estava voltando de balsa. Tinha havido reunião na empresa e por causa disto, voltava de balsa, pois ele trabalha do outro lado do rio.
Desempenho do Felipe nos estudos. Tivemos acesso às provas do Felipe. Ele exibia as suas notas com muita satisfação. Todas eram 10, para alegria e satisfação da Eline. Quando fazia as minhas anotações, o Felipe se aproximou e percebeu que eu tinha registrado o seu nome com Ph e disse. “Tio, o meu nome é com Fe e o senhor escreveu com Ph. Achei interessante porque a minha letra não é fácil de ser lida nessas horas e ele percebeu.
Prato especial – Eline fez um arroz com bacalhau e camarão, acompanhado de molho especial com condimentos da região, cujo resultado foi o melhor possível. Servido com vinho, ficou uma delícia. Todos adoraram.
Conversando com o Felipe – Felipe já completou dez anos em junho próximo passado. Cursa a terceira série do Fundamental. Suas notas, como dissemos, são muito boas. A dedicação ao teclado nasceu em Cataguases, MG, quando moravam lá. A idéia foi da mãe. Lá existia uma boa escola de música próxima de sua casa. Pela facilidade e proximidade da casa ela teve a idéia de matricular o filho, que tinha jeito para a música, em função do gosto do filho pela Matemática e a associação no gênero. Hoje, o filho está desenvolvendo legal no instrumento.
Esperando o Chico – Enquanto o Chico não chegava, ficamos na varanda arejada do apto, comendo uns petiscos com coca-cola e ouvindo o Felipe tocar. Nos momentos de pausa, ele era muito falante. Em determinado instante, ele disse: “Belém é a metrópoles do Norte”. E ficava a citar as demais capitais da região.
Identificando a profissão do Chico – O Francisco desenvolve suas atividades profissionais junto a uma subsidiária da Vale, no município de Barcarena – PA, no outro lado do rio que banha Belém. É uma fábrica de alumínio. Sua atividade está ligada à área financeira e TI (Tecnologia e Informática no sentido geral. Chico e Eline estão em Belém há pouco mais de 2 anos. Eline sentiu muito a mudança de Cataguases MG, principalmente com relação à perda de seus clientes em Arquitetura. Isto a deixou um pouco triste. Para neutralizar o problema, voltou a estudar. Fez pós-graduação e está fazendo cursinho de direito. Planeja passar num concurso federal para acompanhar o marido em suas transferências profissionais.
O jantar – O Chico chegou às 22:00h. O jantar foi servido e foi aquela alegria. Tudo foi muito legal. A atmosfera ficou impregnada de energia positiva e enlevada por delicioso vinho branco, saboreando o gostoso bacalhau preparado pela Eline e aquele papo para matar as saudades. Às 23:30h os anfitriões nos levaram ao hotel, onde fomos curtir delicioso sono reparador.

 

 

Link relacionado:

 

Compartilhar

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

*