2016 – 8º livro – São Bernardo

0
772

São Bernardo
8º livro
Autor: Graciliano Ramos
Trata-se de um livro ambientado nos ares do interior. São Bernardo é uma fazenda onde se passa a história. O personagem central defrontado consigo mesmo e suas lembranças, no declínio de um atribulado percurso de vida, chegar a ser um poderoso fazendeiro do sertão alagoano. Mas o que nos fica é a figura de um homem simplório, perplexo diante da complexidade da existência sobre a qual lutou, para se manter no papel de protagonista, e que teve suas ações voltadas contra si mesmo. É o perfil de um homem envolvido quase instintivamente no jogo de poder, na arriscada aposta da lei do mais forte, e para quem o triunfo rende apenas o vazio e o abandono.

A linguagem é típica do interior, simples e até surpreendente. Aliás, tudo no Graciliano é simples. Chega a pecar no excesso da simplicidade. Ao longo do livro deixa de explorar aspectos sentimentais que melhorariam sobremaneira a atração do leitor. Mesmo assim, se apaixona por uma morena e chega a se matar de ciúmes. De tão rude, gera na moça a decepção de ter se casado com ele que se desilude e dá cabo da vida.

Ao final, Paulo Honório deixa de lado o que conquistou, oprimido pela constatação de que perdeu justamente o que poderia humanizar sua vida, inclusive sua mulher, Madalena, a quem se culpa, no fundo, por ter destruído. O que escapou a Paulo Honório foi a capacidade de manter o que lhe poderia despertar a aptidão para amar.

Ciúme, solidão… Não há sínteses satisfatórias para um romance como este, de linhagem genuinamente interiorana, em que a alma dos personagens se expõe com tanta crueza e exatidão.

Maceió, 23 de março de 2016

Abel de Oliveira Magalhães.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*