ATA da Assembléia Geral Ordinária realizada em 12 de fevereiro de 2012.

0
646

ATA da Assembléia Geral Ordinária

realizada em 12 de fevereiro de 2012.

Aos doze dias do mês de fevereiro do ano de 2012, às 13:15h, na sede social do FAM, aconteceu a Assembléia Geral Ordinária do período. Inicialmente o presidente Wirley Carles agradeceu a presença de todos e solicitou que a assembléia designasse um associado para presidir os trabalhos. Por aclamação, o associado Cláudio de Oliveira Magalhães foi designado, que convocou para secretário, Abel de Oliveira Magalhães. Marcos César, lembrando dos associados que já se foram, sugeriu que houvesse um minuto de silêncio em honra dos mesmos, cujo pedido foi atendido com emoção. Foi feita a oração inicial que foi liderada pelo associado Edson Souza, inclusive invocando o nome de D. Olívia Nunes de Magalhães, matriarca e inspiradora da família. Em seguida, Cláudio leu a pauta do Edital, e convocou o Sr. Cláudio de O. Magalhães Júnior, para apresentar o relatório da Tesouraria. Este fez apresentação de uma previsão orçamentária, com os seguintes dados: Receitas previstas para o período – R$ 7.260,00; Despesas previstas – R$ 1.760,00; Saldo previsto – R$ 5.550,00. Quanto ao saldo atual da tesouraria, informou ser de R$ 501,35, faltando a apresentação do balancete com as despesas do Natal, Passeio José Magalhães e Passeio Anual do FAM. Disse que tinha enfrentado dificuldades em sua vida, que o fizeram se ausentar da Associação nos últimos meses. Sua ausência, aliada a outros problemas de ordem administrativas do FAM, certamente contribuíram para o resultado atual do setor, fato que muito o entristecia. Como de praxe, pediu o empenho do seu sucessor para melhorar a situação da tesouraria da melhor maneira possível. Em seguida, o secretário fez a leitura do relatório do Conselho de Administração, referente ao exercício findo. O documento foi aprovado com louvor. O presidente, seguindo o Edital, submeteu à Assembléia a discussão da nova mensalidade/anuidade. Esta confirmou os elementos anteriores, que ficaram da seguinte ordem: Mensalidade – R$ 15,00; Anuidade – R$ 180,00. Abel aproveitou para sugerir mudanças no setor. Sugeriu que todos abrissem conta de depósito ou poupança e autorizassem o débito mensal de suas obrigações para melhorar a receita do FAM. Citou exemplos de outras instituições, cujo resultado é sempre positivo. A idéia obteve boa receptividade, ficando a cargo da nova diretoria viabilizar o projeto.

Palavra livre. No segmento, fizeram uso da palavra os seguintes associados: Vaninha – que disse de sua emoção por participar de um movimento tão belo como o FAM; lembrou cena acontecida num dos melhores restaurantes da cidade em que o associado Wesley teria falado sobre as vantagens e o valor de pertencer a uma organização como o FAM; o quanto uma organização dessa natureza era importante para a família; Vaninha disse que, num ambiente como aquele, se sente Magalhães; pediu que todos percebessem o valor do FAM e anunciou a criação de uma pequena célula na família Gois, inspirada na Associação da Família Magalhães. Informou que a citada família tinha feito a primeira reunião em janeiro próximo passado e que ficara definido novos encontros em todos os terceiros domingos de cada janeiro. Finalizou parabenizando a todos e pediu mais compreensão para com os mais novos que estão assumindo o comando do FAM. Pela sua fácil comunicação, foi bastante aplaudida.

Edson Souza – Iniciou fazendo referência ao aniversário de 81 anos de seu pai ocorrido recentemente e que não teve nenhuma comemoração. Disse que, se fosse no FAM, seria diferente, por causa do calor humano que emana do movimento e que faz com que todos se sintam mais queridos e valorizados. Lembrou o valor de sua querida e inesquecível sogra, por quem sempre teve grande admiração. Pediu o apoio de todos para o soerguimento da sede, que se encontra em situação precária. Justificou que o potencial existente junto aos associados era muito forte e ficaria fácil de resolver todos os problemas. Destacou que, só o espírito de D. Olívia, prevenia maiores conseqüências ante a situação reinante no imóvel. Isto exigia urgência na solução dos problemas referidos, porque não se deve esperar que os problemas aconteçam. Devemos nos antecipar a eles. Concluiu falando sobre o passeio anual do FAM que, na sua opinião, foi o melhor de todos. Teceu considerações emocionadas sobre o assunto.

Wirley – Fez referências à gestão findante, em que foi presidente. Agradeceu a colaboração recebida. E realçou o valor de ser o timoneiro do barco, mesmo enfrentando todos os percalços.

Cláudio – Anunciou a transferência de moradia para o Pontal do Coruripe. Disse que ia residir no “Paraíso”. Marquinho não perdeu tempo, e sugeriu logo uma reunião no Paraíso, com a presença de todos. Sugestão recebida com aplausos.

Ana Lúcia – Anunciou o falecimento prematuro de seu irmão Luciano em acidente de trânsito e agradeceu o apoio recebido no velório.

Marcos César – Demonstrando amadurecimento disse: “Vamos enfatizar sempre as coisas boas do FAM”; precisamos atualizar a árvore genealógica do FAM; e concluiu com uma frase de efeito: “O meu combustível é a gratidão de vocês”.

Eleição do Conselho Deliberativo e Fiscal – O novo Conselho Deliberativo que ficou assim constituído:

Abel de Oliveira Magalhães, Carlos Magno F. Magalhães, Cláudio de Oliveira Magalhães, Fernando de Oliveira Magalhães, Ivany de Oliveira Magalhães, José Adilson de Magalhães, Juracy Nunes de Magalhães, Maria Bernadete Magalhães Cavalcante e Maria de Lourdes Magalhães Leite. Presidente do CD, José Adilson de Magalhães.

Encerramento

A fim de que o Conselho Deliberativo procedesse à eleição da nova diretoria, o presidente da A.G.O. deu por encerrados os trabalhos, agradecendo a presença de todos. Logo após o cumprimento da missão do Conselho Deliberativo seria servido o almoço para o congraçamento de todos.

Arapiraca-Al, 12 de fevereiro de 2012

Cláudio de Oliveira Magalhães

Presidente da AGO

Abel de Oliveira Magalhães

Secretário da AGO.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*