Ata da reunião da diretoria do FAM, de 09.10.2005

0
627

Ata da reunião da diretoria do FAM, de 09.10.2005

ABERTURA – A reunião foi iniciada às 11:20h, com a oração habitual, feita pela associada Ivany. Em seguida, o presidente convocou o associado Abel Magalhães para que fizesse a leitura da ata da reunião anterior, a qual foi aprovada sem emendas.

Tesouraria – O tesoureiro Cláudio Magalhães apresentou o relatório de setembro-2005, devidamente assinado pelo Conselho Fiscal, que foi aprovado por todos os presentes, sem restrições. Informou que a nova sistemática estava consolidada; que o documento estava mais fácil de ser consultado e a remessa pela Internet, mais prática. Perguntou se algum membro deixou de receber o documento e que se alguém tivesse sugestões, não perdesse a oportunidade de apresentar.

Direção Social – Marcos César não pôde comparecer à reunião porque estava viajando a serviço do Fam, particularmente concluindo as negociações para o passeio anual do clube.

Direção cultural – Cláudio Jr falou, entusiasmado, sobre a criação do Museu do Fam. Lembrou a sua importância e disse inclusive que o tio José tinha referendado a iniciativa. Mostrou mais uma vez a peça que recebeu de sua avó – uma xícara de porcelana. Ante a insinuação de que somente ele tinha o citado objeto, Magal reagiu dizendo que tinha um exemplar idêntico. Cláudio Jr desafiou a prima, além do segmento, a fazer o mesmo que ele.

Direção de patrimônio – José Adilson informou que o sítio, de responsabilidade do M12 tinha sido limpado. Na semana seguinte, iria remover os entulhos. Miguel informou a regularização do salão da Rua Lino Rodrigues. Disse que o novo inquilino tinha pago as taxas vencidas de luz e água.

Palavra livre – Cláudio Jr fez referência às atividades sociais a que está envolvido. Justificou a ausência de sua mãe na reunião do Fam, dizendo que ela estava desempenhando funções sociais inadiáveis em organizações ligadas ao assunto. Falou sobre a importância da Fazenda da Esperança. Disse que o grupo está muito atuante em Arapiraca. Citou participação de pessoas na citada atividade. Destacou que alguns primos e amigos estavam resvalando para o perigoso caminho do alcoolismo e que a família tinha a obrigação de tentar impedir o eventual desvio, prevenindo a incidência de novas vítimas. Abel falou que tinha participado de atividades sociais no fim-de-semana em Arapiraca. Na sexta-feira, a homenagem feita pelo Rotary Clu ao dr. Judá Fernandes de Lima com a Comenda Rotary; disse da emoção em participar de eventos sociais em Arapiraca porque reencontrava amigos de infância – diferente de Maceió, onde poucos são conhecidos; no sábado, participou do lançamento do livro “O despertar da existência”, autoria do presidente da ACALA, Cláudio Olímpio dos Santos, tendo sido, inclusive homenageado e sentido umdesejo imenso de participar da citada organização; falou que tinha lido o livro “Tabebuias”, nome de uma planta que nasce e cresce no lodo, apresentando resultados maravilhosos, aureolando o tema abordado no livro que fala da recuperação de viciados em drogas e afins. O livro foi publicado pela Fazenda da Esperança. A abordagem gerou discussão positiva sobre o assunto, proporcionando testemunhos dos presentes, principalmente do associado José Adilson, que lembrou experiências fortes de sua vida. Abel encerrou falando sobre o curso de Webdesign, que tinha iniciado na semana anterior. Disse que cometeu mais uma imprudência em sua vida. O curso não tinha nada com ele. Além do grande volume de informações técnicas apresentadas ao candidato, o aluno precisa ter facilidade para lidar com artes e desenho. Como o desafio foi assumido, a missão ia ser cumprida, principalmente porque vai contar com a indispensável ajuda da jovem Flavinha Machulis e de um seu coleguinha, que dominam o assunto. Em seguida, o presidente Miguel Magalhães encerrou a reunião convidando todos para um saboroso almoço numa churrascaria da cidade.

Original assinado por:

Abel de Oliveira Magalhães

Secretário ‘ad hoc’.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*