ATA DA REUNIÃO DE ABRIL DE 2015

0
683
ATA

ATA DA REUNIÃO DE ABRIL DE 2015

A reunião aconteceu na residência do casal Marcos César/Vaninha, com início às 12:40h. O presidente Wellyson convocou a anfitriã, Sra. Rosivânia Fidelix, para fazer a oração inicial. Desejou boas vindas para todos. E iniciou a oração. Em seguida, solicitou do secretário a leitura da ata da reunião anterior, que foi aprovada sem restrição. Em seguida, a palavra foi passada para a diretora tesoureira, Rosivânia Fidelix, que apresentou o balancete do período, com o seguinte resultado: Créditos recebidos no período – R$ 700,00; Não houve débito no período. Saldo em poupança – R$ 9.634,40.

Direção social – A palavra foi transferida para o diretor social, Marcos César, que se disse desmotivado pelas inconsistências do grupo. Na sua agenda, fez as seguintes colocações: transferências das reuniões; atraso no horário das reuniões; isso tem prejudicado o seu planejamento; disse que tinha planejado uma festa para a associada Magal no outro domingo, dia de seu aniversário, mas…; ausência do bingo programado para o encontro – não foi possível por causa das atividades esportivas envolvendo os jogos do ASA e do VASCO, além dos preparativos para a reunião do FAM em sua casa; Feijoada – depois de ter definido o local da realização no Lago Perucada e a data inicialmente para o dia 9/5/2015, ficou para 11.07.2015, inclusive a banda. A discussão do assunto gerou a necessidade do seu cancelamento; Dia das Mães – ficou determinada a data de 9.5.2015, na sede do FAM; Passeio anual do FAM – apresentou duas sugestões para a realização do evento: Fazenda Boa Luz, em Sergipe, que sofreu inúmeros investimentos, melhorando a sua atração e o aprazível Veneza Water Park, na grande Recife. O assunto ficou para ser amadurecido; Espaço Vovô Tibúrcio Magalhães. A apresentação do orçamento foi transferida para a próxima reunião pela falta da presença do Mestre de Obras, Cícero; Aniversariantes do mês (reproduziu os aniversários); finalmente fez referência a duas atividades de pesquisa sobre o nome de ruas na cidade de Arapiraca que homenageiam a matriarca da família, d. Olívia, e a associada Ilda de Góis Magalhães. Procurou os órgãos competentes e descobriu o local em que se encontravam as citadas ruas: no CEP 57.304-476 está a rua Olívia Nunes de Magalhães; no CEP 57.303-272, a rua Ilda de Góis Magalhães. A rua Olívia Nunes de Magalhães fica nas imediações da estação ferroviária do município. A Rua Ilda de Góis Magalhães fica perto da Transportadora Bela Vista, no sentido de quem vai para a Coca-cola, dentro do conjunto residencial existente e é a 2ª rua do lado esquerdo. Por não haver as placas identificadoras respectivas, ele procurou o órgão competente e perguntou o orçamento para a execução. R$ 200,00 era o valor de cada par de placas. À vista, ficaria por R$ 160,00. Miguel e Abel se prontificaram a pagar a citada confecção. Dentro de aproximadamente 15 dias, as peças estarão afixadas nos respectivos locais e todo mundo poderá ver e fixar o seu registro em sua memória. Até agora a referência existente é: Rua Projetada. Com a citada iniciativa, tudo vai mudar. A atitude do diretor social foi recebida com muito entusiasmo.

Diretor Cultural Adilson – Disse que esteve muito envolvido com a mudança das filhas e não foi possível fazer nada pelo departamento. Disse que não estava esquecido de sua valiosa missão.

Diretor de Esporte e Lazer – Márcio Rogério disse que objetiva ser sempre simples. Falou sobre aspectos da secretaria x tecnologia. Disse que a tecnologia serve para juntar as pessoas, por mais distantes que se encontrem. Lembrou o intercâmbio do FAM com o pessoal do Rio de Janeiro e outras partes do Brasil, como o Boby em Aracaju, o Sérgio em Tocantins etc, via YahooGroupo, WhattsApp, Facebook etc. Sugeriu alterar o seu departamento para Esporte e Lazer e Tecnologia. O resultado certamente será bem mais benéfico para todos. Lembrou passagens do FAM pesquisando nos seus arquivos e viu registros do associado José Magalhães, com destaque para o seu valor intelectual em Xingó (e se emocionou inúmeras vezes). Falou sobre a necessidade de se elaborar projetos do departamento, enriquecendo sobremaneira o setor perante tanta tecnologia disponível no mercado a ser agregado ao universo do FAM. Lembrou encontro revivido na sua formatura do Científico do Colégio Bom Conselho em 1989. O grupo conseguiu reunir recentemente grande parte da turma. Dos 36 colegas do curso, conseguiram reunir 23, além de uma banda de Maceió tocando músicas dos anos 80 – tudo conseguido através da tecnologia, utilizando os recursos acima referidos. “Foi algo extremamente gratificante”, finalizou.

Diretor de patrimônio – Miguel Magalhães disse que esteve na sede do FAM fazendo uma espécie de inspeção no patrimônio. Percebeu que estava havendo uma certa displicência por parte do setor no trato da conservação dos bens. Lembrou que, das 40 cadeiras só existem 8. As mesas estão todas boas. Referiu-se a um projeto de doação de cadeiras e mesas, que estava desfigurado. As mesas se achavam em bom estado de conservação, mas as cadeiras, não. Ficou acertado providenciar um levantamento para definição do assunto, bem como uma pesquisa nos anais do FAM para ser identificar quem pagou. Verificou a necessidade de haver mais dedicação à conservação do imóvel da sede, que é um bem de todos. Disse que precisa ser feito um retelhamento. A assembleia autorizou o diretor a apresentar o orçamento.

Na Palavra livre só quem fez uso dela foi a associada Magal, que falou sobre a importância da tecnologia que deverá ser agregada ao estatuto do FAM. Agradeceu a lembrança do Marquinho que teria programado uma homenagem ao seu aniversário, mas não deu certo pela transferência da reunião. Eram 13:50h. O presidente encerrou o encontro e convidou todos para um delicioso almoço servido pelo casal anfitrião.

Arapiraca, 20 de abril de 2015

Abel de Oliveira Magalhães – Secretário.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*