SUMÁRIO DA REUNIÃO DA DIRETORIA DO FAM, DE 24.11.96

0
564
ATA

SUMÁRIO DA REUNIÃO DA DIRETORIA DO FAM, DE 24.11.96

Senhor Associado, divulgamos o sumário das decisões adotadas na reunião da diretoria, realizada no dia 29.09.96.

O Presidente Miguel Magalhães abriu a reunião solicitando do Sr. Secretário a leitura da ata da reunião anterior, que foi aprovada com uma observação: “Onde se lê artista Júnior, leia-se artista Dija”.

O Diretor de Finanças, Sr. Cláudio Magalhães, apresentou relatório do set/out/96:

Mensalidades recebidas

105,00

Mensalidades creditadas

65,00

Amortização de empréstimo

200,00

Subtotal

400,00

Despesa administrativa:

Expedição de correspondência

32,53

Aquisição de material expediente

42,50

Total

75,03

Posição financeira:

A receber:

Empréstimo (Antônio)

50,00

Idem Marquinhos

1.000,00

Mensalidades/96

665,00

Total

1.715,00

Saldo em poupança

2.282,55

Saldo em caixa

0,00

Total geral

3.997,55

Diretor Social, Sr. Cláudio Júnior, voltou a abordar o problema da árvore genealógica, dizendo que os artistas consultados se mostraram indiferentes, exceção apenas a Zezito Guedes, que sugeriu o nome do Dija como o mais indicado. Este apresentou o preço de R$ 400,00 pela confecção de um espécime de 2m². Cláudio Jr ficou autorizado a negociar o preço e definir outros detalhes. Referiu-se ao projeto da excursão, ficando autorizado um passeio a Xingó, por ser uma das maiores riquezas da região e que vem despertando o interesse geral, unindo o útil ao agradável. Encerrou falando sobre o Natal do FAM que deverá ocorrer no próximo mês, lembrando que haverá uma reunião extraordinária no dia 15.12.96, conforme calendário para preparativos do evento.

O Secretário não pôde apresentar a sua agenda como de praxe, pelo adiantado da hora.

Palavra livre: Cláudio fez referência a um passeio que fez a Petrolina, na semana anterior, às margens do Rio São Francisco, em PE, onde foi participar de seminários sobre irrigação e ver de perto execução de projetos do gênero. Falou com entusiasmo do desenvolvimento da região, demonstrando encantamento. Cláudio Jr anunciou que a partir de segunda-feira, 25.11.96, representará o fumo Nativo, um produto do Sr. Benedito Ribeiro, para as regiões do Agreste e zona da Mata. Antônio Magalhães falou sobre os problemas de seu carro e sua vida. Anunciou que deverá vender o seu carro para solucionar problemas financeiros; que tinha planos de implantar projetos tipo atelier para explorar junto com a esposa, mas foi obrigado a mudar de idéia por causa do projeto de D. Olívia. Falou da dedicação integral de sua esposa a D. Olívia e disse que teme que a Rose não venha a suportar o fardo. A doença está se agravando cada vez mais e a nossa genitora está piorando sempre. D. Olívia diz que os filhos fizeram uma espécie de complô contra ela, que está vendo “neguinhos” por toda parte; que Cláudio vendeu a sua casa sem sua autorização, etc. Adilson citou exemplos relacionados a dinheiro, dizendo que d. Olívia não confia em ninguém e manifesta um apego muito grande a dinheiro; e que, por outro lado, se facilitar, ela dá tudo à Igreja; realçou os prejuízos que a Rose está tendo depois que assumiu o compromisso de tomar conta dela. O tema enveredou por um campo muito delicado, todo mundo participando e dando a sua opinião, ficando provado que o grande violão da história toda é a doença que se abate sobre a matriarca da família, que definha a olhos vistos, deixando-a deprimida e rejeitando tudo: comida, remédio, etc. Ela está querendo ir a um oculista para dizer-lhe o que está vendo; bem como a um médico de cabeça.

Certificados: Não foram entregues, devido ao adiantado da hora. Seguem junto à ata.

Os: Logo após a impressão da ata acima, tomamos conhecimento de um grave acidente ocorrido com o associado Wigberto Leite Magalhães, o popular Betinho, da Bernadete, e sua moto. Através da Ana e do Fernando, as primeiras providências foram tomadas. Neste instante ele se encontra hospitalizado recebendo a assistência necessária. O FAM manifesta os votos de pronta recuperação ao grande batalhador, de quem todos nos orgulhamos.

Original assinado por

Abel de Oliveira Magalhães

Secretário

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*