ATA DA ASEMBLÉIA-GERAL ORDINÁRIA DE 11.02.96

0
628
ATA

ATA DA ASEMBLÉIA-GERAL ORDINÁRIA DE 11.02.96

Às 12:30h do dia 11.02.96, na sede oficial do FAM, à Rua Vereador Fenício Alves de Oliveira, nº 328, Cacimbas, Arapiraca (AL), realizou-se mais uma AGO, de conformidade com o Edital de Convocação, vazado nos seguintes termos: a) Apresentação do relatório anual da diretoria; b) Aprovação das contas do Exercício findo; c) Fixação do orçamento para o Exercício em início; d) Fixação das cotas de participação dos associados; e) Modificação dos Estatutos do FAM; f) Regularização/Legalização do FAM; g) Eleição do patrono da biblioteca do FAM; h) Eleição do novo Conselho de Administração; i) Outros assuntos de interesse geral. Aberta a sessão, o Secretário deu a palavra ao Presidente José Adilson, que sintetizou a satisfação experimentada durante a sua gestão à frente dos destinos da entidade. Agradeceu a cooperação recebida de todos, principalmente de seus diretores e colocou-se à disposição do clube para o que estivesse ao seu alcance.

Dando prosseguimento, o Secretário solicitou à Magna Assembléia a indicação de um nome para presidir os trabalhos. Foram apresentados os nomes dos associados Fernando, José, Cláudio, Miguel e Lourdinha. Após manifestação dos presentes, foi escolhido o associado Sr. José Magalhães, por maioria. Em seguida, o Presidente da sessão convidou o associado Abel Magalhães para secretariar os trabalhos. Cumprindo a agenda do dia, foi distribuído o relatório anual da diretoria. Em seguida, foi lido pelo Tesoureiro o resultado financeiro do exercício findo. O item seguinte, fixação do orçamento para o exercício em início, foi considerado prejudicado pelo Presidente da reunião, por não ter sido apresentado pela diretoria. Em seguida, passou-se à discussão dos novos valores das cotas de participação. Foram apresentadas três propostas: 1) mensalidade de R$ 5,00; 2) semestralidade de R$ 12,00 ou anuidade de R$ 24,00; 3) mensalidade de R$ 3,00. Colocadas em votação, foi aprovada a proposta nº 1 por maioria de votos, ou seja, mensalidade de R$ 5,00 (cinco reais), ficando a data limite para o pagamento das cotas o dia dez do mês subseqüente. A seguir, o Presidente pediu autorização à Magna Assembléia para fundir os itens “e” e “f” do Edital de Convocação, diante da total impossibilidade de se apresentar a proposta de novo Estatuto. Isso se deveu ao fato da inexistência de um perfil definido do novo FAM que todos desejam. O Presidente fez um esboço de uma organização que lhe parecia a ideal para a entidade, no qual sobressaiam aspectos que dinamizariam a atuação do FAM. Para tanto, a nova organização contaria com um Conselho de Administração e um Conselho Fiscal. O Conselho de Administração ficaria constituído dos seguintes membros: um Presidente, um Diretor de Secretaria, um Diretor de Finanças, um Diretor Social e Cultural, um Diretor de Patrimônio e um Diretor Regional e o Conselho Fiscal constituído de três membros. As idéias gerais de um novo FAM foram aceitas e o arcabouço estrutural da Organização aprovado. O Presidente e o Secretário se comprometeram em elaborar esse novo Estatuto para posterior apresentação à Assembléia-Geral e que, para tanto, solicitavam a participação e cooperação de todos, através de sugestões escritas que deverão ser remetidas para a residência do Secretário até o dia 31.03.96. Em seguida, passou-se à discussão do item sobre a escolha do nome do patrono da Biblioteca do FAM. O associado Wigberto propôs o nome do avô Tibúrcio Magalhães. O Presidente ponderou que, estando uma biblioteca associada diretamente à cultura, parecia-lhe melhor a indicação do nome de Olívia Magalhães, que dedicou diuturnamente, sem medir sacrifícios, toda a sua vida ao estímulo do desenvolvimento intelectual de todos os seus filhos. As palavras emocionadas sensibilizaram os presentes que aprovaram a sugestão por aclamação. Dando prosseguimento aos trabalhos, o Presidente sugeriu que os novos administradores fossem escolhidos já de acordo com a previsão do novo Estatuto, o que foi aceito. Para constituir o Conselho de administração foram apresentados os nomes de Miguel de Oliveira Magalhães para Presidente, Abel de Oliveira Magalhães para Diretor de Secretaria, Cláudio de Oliveira Magalhães para Diretor de Finanças, Cláudio de Oliveira Magalhães Júnior para Diretor Social e Cultural, Ivany de Oliveira Magalhães para Diretor de Patrimônio e Wigberto Leite Magalhães para Diretor Regional em Maceió. À medida que os nomes eram anunciados, recebiam aprovação por aclamação. O Conselho Fiscal ficou constituído dos seguintes associados: Antônio de Oliveira Magalhães, Márcio Rogério de Góes Magalhães e José Raniery Ferreira. Dando prosseguimento, o Presidente, dentro do item Assuntos Gerais, facultou a palavra aos presentes. Cláudio Júnior falou sobre o projeto da Árvore Genealógica da Família Magalhães, informando que serão agraciados os nomes dos filhos, noras, genros, netos e bisnetos de Tibúrcio de Oliveira Magalhães e Olívia Nunes de Magalhães, com as gerações em destaques diferenciados. Acrescentou ainda que os trabalhos serão executados com a participação da Professora Isabel Torres e Roseli Tavares e que as possíveis despesas com o projeto serão apresentadas à diretoria. O Secretário fez uma síntese dos trabalhos da secretaria durante o ano, solicitando um pouco mais de carinho e atenção com a documentação remetida; cobrou as teses de Mestrado dos associados José Magalhães e Marcus Vinicius. O associado José Magalhães, após justificar o atraso, prometeu providenciar a remessa até o fim de março de 96. Continuando, o Secretário exortou que os associados verificassem a relação de nomes, endereços e telefones, para sanar possíveis incorreções. Falou sobre a lista de doações de livros à biblioteca, incentivando a prática do hábito da doação e da utilização do respectivo acervo. Cobrou o projeto do galpão de festas, a cargo da associada Eline. Em seguida, fez uso da palavra o associado Marcos César, solicitando que fosse lido o relatório anual com muita atenção, pois nele estavam registrados todos os eventos ocorridos na gestão. Reclamou a ausência no relatório da homenagem feita a D. Olívia Magalhães por ocasião de seu aniversário em outubro de 95. O associado Miguel Magalhães solicitou uma salva de palmas pelo trabalho profícuo da diretoria ao término de sua gestão; lembrou o caso da contribuição mensal que alguns irmãos fazem ao Juracy e que não havia sido ventilado na presente assembléia. O Presidente alertou para o fato de que a decisão sobre essa contribuição havia sido aprovada em assembléia de 1994 e atualizada em 1995, logo sem data limite para o fim. O associado Raul dirigiu-se ao Diretor Social e Cultural sugerindo-lhe algumas iniciativas para o bom desempenho da função. O associado Fernando informou à Assembléia que, a partir de agora, por estar morando em Maceió, se colocava à inteira disposição da diretoria para ajudar no que fosse necessário, realçando os aspectos principais da criação do FAM que preconizam o congrassamento e a união da família. Aproveitou a oportunidade para informar que, por estar desempregado no momento, necessita de abster-se de quaisquer despesas não imprescindíveis e que por essa razão pedia a compreensão de todos para não continuar fazendo, por alguns meses, a contribuição de sua cota para o Juracy. Exortou a todos de um modo geral e à diretoria em particular que não medissem esforços no sentido de promover atividades que pudessem capitalizar o FAM. Por fim, o Presidente usou da palavra, parabenizando a todos pela participação na Assembléia, informando que o associado Cláudio de Oliveira Magalhães Júnior se comprometia de público a assumir a parte do Fernando na contribuição para o Juracy, recebendo, por isto, uma salva de palmas. E em seguida, solicitou que ficasse registrado em ata um voto de louvor pela dedicação, atenção e carinho demonstrados pela Ivany na assistência constante à genitora dos sócios fundadores do FAM, no que foi aplaudido de pé. Nada mais havendo a tratar, eu Abel de Oliveira Magalhães, lavrei a presente ata a qual assino com o Presidente.

PS.: Após a Assembléia foram entregues solenemente os diplomas dos aniversariantes do mês de janeiro de 1996: Maria Bernardete Magalhães Cavalcante, Márcio Rogério de Góes Magalhães e Sérgio Ricardo Ferreira Magalhães.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*