Ata da Assembléia Geral Ordinária do FAM realizada em 30.01.94

0
696
ATA

Ata da Assembléia Geral Ordinária do FAM realizada em 30.01.94

Ás 11:00h do dia 30 de janeiro de 1994, no sítio do “Casarão de D. Olívia Magalhães”, com a presença dos sócios constantes da folha em separado, teve lugar a assembléia Geral Ordinária do FAM. De acordo com o Artigo 24 dos Estatutos da entidade, o Secretário abriu os trabalhos fazendo a chamada nominal dos sócios fundadores na ordem decrescente de idade. Em seguida, solicitou à magna Assembléia a indicação de um nome de um dos associados presentes, para presidir a reunião, sendo indicado o sócio Sr. José de Oliveira Magalhães. Este fez a leitura do Edital de Convocação, passando a palavra ao Secretário para a leitura da ata da reunião da AGO anterior e relatório das atividades do FAM. Na parte da Tesouraria, o Tesoureiro apresentou o seu relatório, mostrando como resultado final um saldo de CR$ 272.997,00 equivalente a $ 606,66, que foi aprovado por unanimidade. A documentação concernente aos relatórios acima mencionados, distribuída a todos os presentes, está arquivada em pastas específicas da Secretaria e disponível em disquete para fins de reprodução. O item seguinte, “Fixação do Orçamento para o exercício em início”, ficou prejudicado em razão da inexistência de proposta orçamentária da diretoria. Dando prosseguimento à agenda do edital, foi fixada a cota de um dólar comercial, no valor de CR$ 500,00 até 10.02.94 e de CR$ 600,00 até 26.02.94, para pagamento da anuidade. Após as datas mencionadas, a mensalidade de um dólar comercial será corrigida pela cotação do dia do pagamento. Passando ao item seguinte “Eleição do novo Conselho de Administração”, foi reeleita a diretoria para o exercício de 1994. Em “Assuntos Gerais”, foram discutidos os seguintes destaques: 1) Escolha do sócio 100% do ano de 1993, cabendo a honraria à associada Maria Elizabete Magalhães Souza, numa indicação do sócio Sr. Cláudio Magalhães; 2) Novos sócios. Foram propostos os seguintes nomes para ingresso no FAM, aceitos por unanimidade: Ana Maria Machulis de Magalhães, Carla de Oliveira Magalhães, Fátima de Oliveira Magalhães, Ilda de Góis Magalhães, José Raniery Ferreira, Marcus Vinicius de Oliveira Magalhães, Raul Neves, Rita de Cássia Magalhães Cambeiro, Rosivânia Vieira Fidélix Magalhães, Williams Leite de Magalhães; 3) Passeio do FAM, adiado para o ano seguinte, conforme deliberação da Assembléia; 4) Proposta de compra de um terreno de D. Olívia pelo associado Edson Souza, aprovada na seguinte condição: exigência de duas avaliações distintas sobre o valor do terreno, sendo uma pelo interessado e outra pela diretoria do FAM; 5) A associada Ivany agradeceu, emocionada, a colaboração financeira recebida do FAM e dos irmãos, quando de sua intervenção cirúrgica, no Rio de Janeiro, em julho/93; 6) “Enfaixamento” da Sócia 100%. Na ausência do diploma correspondente, a associada Ana Lúcia colocou uma faixa de papel na homenageada Maria Elizabete, arrancando risos e aplausos gerais quase frenéticos; 7) O associado Edson Souza leu correspondência recebida da Secretaria do FAM agradecendo o patrocínio do material timbrado em nome da entidade, ressaltando que fez com prazer realçando: “Não fiz mais do que a minha obrigação”; 8) Miguel cobrou a promessa não cumprida do fornecimento de talões de recebimento de mensalidades e anuidade; 9) O presidente da magna Assembléia e associado, Sr. José de Oliveira Magalhães, fez um referencial histórico do FAM, dizendo que, como sócio fundador, tudo começou a partir de uma conversa entre ele e o Sr. Júlio Nunes de Magalhães, a respeito de uma situação difícil por que passava um membro da família. Daí surgiu a luz que originou o FAM. Discorreu sobre os momentos angustiosos vividos, ano passado no Rio de Janeiro, pela associada e irmã Ivany. Pelo fato de morar próximo a ela, foi como se fosse consigo próprio todo sofrimento vivido. Diante do quadro, para evitar que se desfizesse de bens materiais, não titubeou em contactar a família, que demonstrou o maior zelo no equacionamento do problema. Em virtude da decisão do associado Juracy em voltar a residir na Fazenda Magalhães, o Presidente solicitou o empenho de todos os irmãos no suporte desse novo projeto. O Presidente fez, ainda, questão de ressaltar o grande valor do trabalho da Secretaria do FAM, ao registrar a memória da entidade em relatório e disquete. Finalizou registrando a presença do mais novo membro da família Magalhães – Caio Bruno – filho da associada Margaret Jane, neto do associado e Secretário Abel, e bisneto da Matriarca D. Olívia, nascido um dia antes desta Assembléia, ou seja, no dia 29.01.94. Nada mais havendo a tratar, lavrei a presente ata que vai datada e assinada por mim e pelo Presidente e será submetida à apreciação da diretoria na próxima reunião.

Arapiraca (AL), 30 de janeiro de 1994.

José de Oliveira Magalhães Abel de Oliveira Magalhães

Presidente Secretário

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*