Ata da reunião da diretoria realizada em 18.07.93

0
492

Ata da reunião da diretoria realizada em 18.07.93

Às 11:00h do dia 18 de julho de 1993, como de costume, na residência da matriarca D. Olívia Magalhães, teve lugar mais uma reunião da diretoria do FAM, que deliberou sobre os assuntos a seguir relacionados. Estavam presentes os diretores Cláudio, Betinha, Miguel, Edson Souza, D. Olívia, Antônio, Adilson, Wilson e Abel. O Presidente abriu a reunião solicitando do Secretário a leitura das atas referentes a reuniões anteriores. Houve a inclusão dos ganhadores dos prêmios da festa de são João no respectivo documento, cujo registro não tinha sido feito por esquecimento. Miguel também aproveitou para apresentar queixas de associados e/ou dependentes acerca de sistemática de doação de cartelas. Cláudio tranqüilizou lembrando que toda e qualquer decisão tomada por membros do FAM à revelia da diretoria tinha que ser submetida a julgamento por parte da mesma, visando sua homologação ou não. Em caso de indeferimento, o responsável arcaria com as conseqüências. Miguel anunciou ainda a insatisfação por parte de alguns sócios que não estavam sendo convidados para participar das reuniões da diretoria. Foi-lhe lembrado que a obrigatoriedade de convite só estava prevista para a AGO anual, ou AGE. Ninguém, porém, estava impedido de participar dos encontros. Cláudio fez referência à cirurgia sofrida pela associada Ivany, cujo resultado foi um sucesso absoluto, inclusive extrapolando os limites das expectativas familiares. Disse que a sugestão do irmão mais velho, José, no sentido de ratear as despesas extras com os parentes mais aquinhoados, foi de uma felicidade a toda prova. E o mais importante foi o pronto atendimento por parte das pessoas convocadas para o mister. Definindo para o FAM apenas uma cota, as demais foram distribuídas da seguinte maneira: José, Fernando, Cláudio, Abel, Betinha/Lurdinha e Ivany/Raul. As pessoas consultadas concordaram num gesto emocionante. A remessa do dinheiro foi efetuada na quinta-feira, dia 15/07/93, porque a dívida se venceria no dia seguinte. Cláudio pagou a cota do FAM para posterior ressarcimento, a fim de não prejudicar os rendimentos do capital aplicado. Submetido à apreciação da diretoria, o seu gesto foi homologado por unanimidade. Betinha informou que as despesas do telefone 521-3059, que teve uma movimentação mais acentuada com a doença de Ivany, passavam a ser rateadas pelos sócios/filhos que vivem em torno da matriarca D. Olívia, a partir do corrente mês, inclusive num gesto de carinho para com a referida senhora. Cláudio anunciou que o móvel da Rose, objeto de decisão da diretoria em reunião de 30.05.93, estava pronto. Com orçamento inicial previsto para Cr$ 15 milhões, Cláudio conseguiu reduzi-lo para Cr$ 13 milhões. Exibiu recibo do fabricante referente à quitação da peça, que aconteceu da seguinte maneira: Cr$ 8.600.000,00 (oito milhões e seiscentos mil cruzeiros) sacados do FAM e Cr$ 4.400.000,00 (quatro milhões e quatrocentos mil cruzeiros) pagos do próprio bolso para posterior ressarcimento. Disse também que a Ilda estava engajada no projeto da Rose e que iria se juntar com ela para promover exposições e eventos pertinentes. São os frutos do FAM sendo colhidos. O Presidente aproveitou para exibir extrato da poupança do FAM, posição em 30.06.93, com o saldo de Cr$ 66.088.466,00 (sessenta e seis milhões, oitenta e oito mil, quatrocentos e sessenta e seis cruzeiros). Continuando a pauta da reunião, na seção “Informações e Propostas”, Abel apresentou carta-convite ao Sr. Edson Mesquita Leite para se associar ao FAM. Miguel sugeriu igual procedimento com relação ao Sr. Ednilson Senossian, esposo de Jane Lúcia. Ainda com a palavra, o Secretário aproveitou para exibir a pasta com toda a documentação do FAM com atas, relatórios, etc, uniformizado e produzido em computador. Exibiu formulário intitulado “Proposta de Sócio” para ingresso no FAM, visando inclusive regularização cadastral. Distribuiu o citado formulário, pedindo que os sócios efetuassem o seu respectivo preenchimento. Ante a importância do assunto, sugeriu a confecção de papel e envelope timbrados em nome do FAM, pelo valor que representa tais iniciativas. Foi autorizado pela diretoria a providenciar, alem do material citado, formulário contínuo para uso da secretaria no computador. Refrescando a memória, lembrou o projeto do passeio de fim-de-ano idealizado pelo diretor de Eventos Sociais, Edson Souza, que disse estar de pé. Sobre as comemorações dos oitenta anos de D. Olívia, foi criada uma comissão para organizar o evento, assim constituída: Betinha (presidente), Rose, Cristina, Bernadete, Wilson e Ilda. Foi sugerida a celebração de uma Missa em Ação de Graças, se possível, na casa da homenageada. Betinha teve sugestão aprovada no sentido de organizar um encontro só dos associados do FAM no Dia dos Pais, com sorteio de um prêmio entre os sócios. Foi criada uma comissão do evento que ficou assim constituída: Betinha, Miguel e Adilson. O local sorteado para o evento foi a casa do Miguel, e o dia será 8 de agosto, inclusive dia do aniversário do Sr. Júlio Magalhães, Sócio Benemérito. D. Olívia voltou a solicitar a bolsa de estudo para um seminarista. Betinha ficou responsável pela arrecadação do dinheiro. Cláudio usou da palavra para apresentar sugestão do associado Fernando Magalhães no sentido de ser criada uma empresa na família, visando receber os benefícios do Governo Federal junto ao programa recentemente lançado chamado Nordeste Competitivo. Inicialmente providenciar-se-ia um pequeno projeto para perfuração de um poço artesiano na Fazenda Magalhães em nome de dona Olívia, com o objetivo de produzir frutos e hortaliças à base de irrigação. Com a experiência adquirida, partir-se-ia para a compra de uma área maior junto às margens do São Francisco, a fim de dar expansão ao projeto original. A idéia, apesar de ousada, poderá vir a dar certo, devido aos bons frutos que o FAM proporciona e a disposição do seu idealizador. Miguel ficou com a responsabilidade de providenciar o projeto inicial junto à Emater ou outra entidade pertinente. Cláudio aproveitou para sugerir a instituição do prêmio “Sócio 100%” ou “Associado do Ano”, numa homenagem ao que mais se destacar em prol do FAM, o qual será escolhido na reunião que anteceder o Natal. Idéia aprovada por unanimidade. Em seguida, foram apresentadas duas propostas de admissão de novos sócios: Wilson Leite Magalhães e Marta Nogueira de Magalhães. O primeiro teve o apadrinhamento do Presidente Cláudio que, empolgado, se responsabilizou pela anuidade do afilhado durante o corrente ano; o segundo foi objeto de convite do esposo, Sr. José Adilson de Magalhães. Ambos foram aprovados sem problema. Wilson falou que estava muito contente e se colocou à disposição do FAM. Cláudio encerrou a reunião convidando a todos para ver o móvel de rose e tomar um drinque oferecido pelo Antônio. Nada mais havendo a tratar, lavrei a presente ata que vai datada e assinada por mim e pelo Presidente e será submetida à apreciação da diretoria na próxima reunião.

Maceió (AL), 19 de julho de 1993.

Cláudio de Oliveira Magalhães Abel de Oliveira Magalhães

Presidente Secretário

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

*